14 abril 2019

Camisola "Yume" em lã e seda


Quem me segue no instagram e no ravelry  sabe que tenho andado a ticotar a comisola "Yume" da Isabell Kraemer 😊, é um modelo top down trabalhado em circular até à cava, com motivos em lace (a parte que me deu mais gozo fazer), o corpo e as mangas são trabalhados em circular, o cós e os punhos com malhas torcidas. 

Usei um fio que tinha no meu stash, Tides da  "Host Garn" com 70% de lã e 30 de seda, agulhas de 3,25 mm, como tinha bastante fio optei pela versão de manga comprida, o modelo é a minha cara, genial esta designer, adoro! Optei pelo tamanho M com manga comprida, talvez repita o modelo com um fio mais fresco na versão manga curta!

mais detalhes no ravelry







5 comentários:

  1. É linda, muito linda e fica-te mesmo bem! Igualzinha à minha, quer dizer no modelo, porque a minha é amarela, rs. Adorei tricotá-la, as instruções são muito claras e muito fáceis de seguir. É um projeto muito interessante e viciante!
    Curiosamente, tinha vestido a minha na semana no calor e achei que estava um pouco curta, no corpo. Este fim de semana resolvi aumentá-la, sendo que e agora tenho de a bloquear de novo a ver se disfarça a junção...
    Estás muito bem, expressiva, feliz e tranquila e eu adorei ver-te nas fotos. Muitos parabéns, cachopa! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fiz o tamanho M, normalmente faço o S depois de usar as camisolas algumas vezes começo a esticar as mangas, dá-me a ideia que encolhem mesmo antes de lavar, desta vez fiz um pouco mais folgada. Fizeste a manga a 3/4 ficou muito gira de comprimento parece-me bem! Tenho que pensar no próximo projecto... nem que seja um par de meias rsrsrsrsr tenho costuras para fazer mas não me apetece nada, bainhas de cortinados! Boa semana para ti! bjinhos

      Eliminar
  2. Fátima, eu nunca vi ninguém a progredir tanto como a menina. Ninguém diria que começou a fazer camisolas à tão pouco tempo. Parabéns pelo percurso tendo em conta que foi todo feito em modo autodidata. Ainda tenho esperança de a ver fazer workshops de camisolas pois tem aptidões para isso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade Sílvia :) guardei as agulhas de crochet e dediquei-me exclusivamente ao tricot! Tem sido uma evolução gradual com muita dedicação, sem esforço porque o que tenho feito foi com muito prazer. Já os Workshops rsrsrsrsrs, prefiro ficar sossegada no meu canto a tricotar as minhas camisolas! Bjinhos e bons tricots!

      Eliminar