21 junho 2017

Era uma vez uma alcofa...

Adoro alcofas, especialmente as algarvias 😍 feitas com palma! Esta tenho há muitos anos, foi a minha primeira alcofa para levar ao mercado; com o uso foi ficando velhota e a parte que se estragou foi uma das pegas.

Quando vi que a pega estava partida não deitei a alcofa fora, guardei-a para um dia quando fosse oportuno reparar a dita 😁.

Esta semana lembrei-me dela e reuni alguns materiais que tinha em casa para recuperar a menina alcofa, as pegas tinham sido aplicadas numa pequena mala em fio reciclado que nunca usei, vai daí, achei que ficavam aqui lindamente, o tecido sobrou do jogo de lençois que fiz, já nem me lembrava que tinha sobrado este tecido, que por sorte os tons e o padrão ficaram muito bem aqui.

Forrei a alcofa por dentro, para ficar com um ar mais "clean", pode ser que a use para a praia e assim está mais bonitinha, depois achei que faltava qualquer coisa para decorar, não queria muitas aplicações, berloques e pontinhas, (algumas ficam giras só para a fotografia) porque para usar têm informação a mais 😀 para o meu gosto!

Descobri no baú estas pontinhas em crochet que tinha feito para um eventual cortinado, gostei de ver aqui, uma pequena cortina da avó numa alcofa velhota com mais de vinte anos.

Cosi o tecido com linha invisível, não é fácil... espetei a agulha nos dedos uma meia dúzia de vezes, depois apliquei uma fita que colei com cola própria para tecidos.






18 junho 2017

Saia "Benetton" reciclada com ganga

Esta saia tem mais de vinte anos, usei-a pouquíssimas vezes. Adoro o tecido e o modelo mas o cós tinha apenas um elástico estreito não usava por isso, guardei a saia a pensar numa reciclagem. 

Com a máquina de costura nova especial para gangas, finalmente posso concretizar os projecto que tenho há anos no baú 😏. 

Usei uns calções básicos de ganga para a parte do cós e anca et voilà! 

Adoro, adoro a minha saia reciclada, finalmente posso vesti-la! Gosto do resultado final, do toque dado pelo cinto com as contas de madeira, está simples porque às vezes menos é mais 😁

Curioso... o padrão continua actual ao fim de tantos anos!






Reciclei a saia reciclada!

Lembram-se da saia de ganga que reciclei em 2015? 

Ficou linda, na altura deu nas vistas 😉, "The Denin Crochet Skirt" continua a ser partilhada através do Pinterest e não só (também em sites) como inspiração para quem quer reciclar uma saia de ganga com crochet.

Pois é, uma saia tão gira... só a vesti duas vezes! Na altura já me ficava apertada, entretanto devo ter ganho mais uns dois kgs, nada de preocupante 😇 ainda não passei dos 60 kgs, o tamanho das saias andam nos 38, 40 depende dos modelos. 

Ontem, finalmente recebi a encomenda com a minha prenda de anos atrasada, a máquina de costura Toyota Super Jeans, uma máquina especial para coser gangas, tecidos grossos e todos os outros. Muito acessível, quando fizer meia dúzia de peças recupero o valor do investimento 😁.

A Singer está novamente desafinada, não gosta de gangas definitivamente, coser ou melhor, tentar coser umas bainhas de umas calças de ganga, foi o suficiente para desafinar novamente depois de ter sido reparada. 

Para testar a machine nova lembrei-me de reciclar a saia reciclada; comprei uma saia nº 40 descosi a aplicação de crochet e cosi nesta nova saia, ficou um pouco mais curta, a ganga é mais clara. 

Vai ser um sucesso este verão, prometo usá-la mais vezes!!!









11 junho 2017

O modelo B


Terminei a camisola em tricot modelo "ravello" by Isabell Kraemer, demorei exactamente o mesmo tempo que levei a tricotar a outra, doze dias. Houve alguns dias que não peguei nas agulhas, outros peguei até às tantas, para avançar o projecto estava curiosa para ver como ficava o meu mod. B 


Para fugir à regra quis desta vez personalizar o modelo, segui as instruções da designer na parte relativa à construção da camisola, salvo algumas alterações (fiz um pouco cintada, a manga terminei com I-cord), desenhei alguns esboços num papel, usando os três tons, (vermelho, azul e cru) a minha preferência e a vossa 👍foram para o mod. B.

Bem... estou fã das camisolas top down!!! Quem diria? Este fio é um pouco áspero, fica mais macio com as lavagens, gosto do aspecto rústico por ser 100% lã e da textura com alguns tons mix. 

Agulhas: Tal como na outra, usei agulhas de 3,25 mm, a camisola no final não tem costuras para coser, só algumas pontas para rematar, para o efeito costumo usar uma agulha de tapeçaria.

Fios usados: Super Soft da Rosa Pomar nos tons 109 Carmine e 113 Denim (2 novelos de cada), Supersoft 098 Ecru da Holst Garn (1 novelo). 

É leve, a camisola pesa apenas 160 gr, quente e fina; dá para usar no Inverno com um casaco por cima sem parecer que estou numa "camisa de forças". 







Apesar do calor que se fazia sentir hoje pela manhã, tirei alguns auto-retratos na marina de Portimão com a camisola vestida para vos mostrar como ficou linda, maravilhosa a minha camisola mod. B 😁.












08 junho 2017

Ontem foi dia de ir ao Mercado fora D' horas em Silves!

O que é bom é para repetir! Este ano não pude faltar ao primeiro evento da segunda edição do Mercado fora D' horas sobre o tema: Os Cheiros

Gostei tanto de ver a "minha" cidade animada, com a comunidade envolvida em torno de um projecto brilhante, onde se junta a tradição e a modernidade, o design, o saber fazer... gente nova com ideias fantásticas que fazem despertar os sentidos do mercado "adormecido".

Participei no Workshop "As ervas e os usos", muito interessante, o conhecimento que passa de geração para geração sobre este tema. 
  

01 junho 2017

Notícias da camisola "Ravello" II


 01.06.17

Tricotar estas riscas é um vício! Nas agulhas tenho neste momento 208 malhas, estou a seguir o tamanho S. Na outra camisola fiz algumas alterações, ficou um pouco mais larga no corpo e nas mangas.