23 maio 2016

"Lãs com tons" - Tingimento natural / artesanal de lã


Terminei as minhas experiências em tingimento natural / artesanal de lã  usando infusão de plantas, pétalas de flores, casca de árvore, líquenes, legumes, etc., tem sido uma experiência gratificante, enquanto não tingi as meadas todas, não descansei!


Fiz vinte tons pastel, alguns conseguidos através de uma única planta, outros conseguidos com repetição do processo de tingimento com plantas diferentes, como foi o caso do verde e do verde oliva.

Tive algumas surpresas agradáveis e outras menos, uma cor lindíssima na infusão não quer dizer que resulte, o fio pode parecer que absorveu a cor, mas durante a lavagem a cor pode simplesmente desaparecer ou transformar-se num cinza, rsrsrsrsrsrrs, como aconteceu com a infusão de cerejas. Estava tão entusiasmada com este tom, a infusão tinha um tom lindo, após algumas horas de infusão resolvi passar a meada por água, o excesso da cor saiu como é normal, mas já na parte final da lavagem vi a meada a mudar gradualmente de cor para cinzento, não queria acreditar! A cor não fixou e transformou-se num cinza que depois de seco resultou num cinza azulado. O tom cereja consegui através da infusão das papoilas, com uma infusão bastante concentrada.

Deixo-vos algumas imagens do resultado da experiência, agora só me resta idealizar projectos para dar uso ao fio.

Não tenho a receita das cores porque não pesei os ingredientes nem medi a água que usei em cada um dos tons, posso dizer que nesta técnica muitos factores podem determinar o tom obtido, o ph da infusão, mais ou menos alcalino, a quantidade de pigmentos das plantas, os mordentes, nuns casos resulta melhor com vinagre, noutros melhor com alúmen, noutros só vendo no final rssrsrssrsr, fiz sempre os testes com as pontinhas dos fios em infusão em pequenas quantidades de liquido nos frascos, o tempo de infusão também determina a cor, não usei luvas durante o tingimento, nem estraguei lã, tingi a totalidade do fio  1,300 kg que comprei  para brincar às tintureiras.

Espero que este post sirva de inspiração para quem se interessa por este tema, não tenham receio de tingir lã com plantas.

Entretanto tenho em mãos um par de meias para terminar, comecei há cerca um mês, não consigo concentrar-me em várias coisas ao mesmo tempo... ou bem se tinge ou bem se tricota!!! 
  
papoila


 cereja

folha de limoeiro + feijão preto

beterraba
feijão preto


hibisco + açafrão


20 tons - de cima para baixo e da esquerda para a direita:

  1. lírio do campo
  2. hibisco
  3. papoila
  4. papoila
  5. 1º rosa vermelha 2º papoila
  6. couve roxa, hibisco vermelho, sardinheira rosa e cravo roxo
  7. líquen 
  8. açafrão
  9. eucalipto, giesta, folhas de laranjeira
  10. 1º hibisco 2º açafrão
  11. flores do campo rosa
  12. café
  13. 1º cascas de árvores 2º café
  14. beterraba
  15. 1º folhas de limoeiro 2º feijão preto
  16. cereja
  17. feijão preto
  18. feijão preto
  19. feijão preto
  20. feijão preto





23 comentários:

  1. Que trabalho tão lindo e precioso. Parabéns! Estou fã! <3

    ResponderEliminar
  2. Fátima mas que maravilha!.
    Assim sim...até dá gosto fazer trabalhos com lãs "fabricadas" em casa e com tanto empenho.
    Que virá por aí? Vou ficar atenta às surpresas.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade amiga Agostinha, curiosamente ainda não experimentei o fio só para não começar um trabalho antes de terminar o que tenho nas agulhas. Ainda não idealizei o que vou tricotar a seguir mas alguma ideia há-de surgir, estou em pulgas! Beijinhos

      Eliminar
  3. Palavras para quê? Simplesmente, maravilhosas
    Bjk
    Célia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada amiga Célia! Até eu fiquei surpreendida com o resultado, a natureza é uma maravilha.
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Ficaram lindas as cores, dá vontade de pegar nos novelos e transformá-los! Parabéns pelos resultados, estão excelentes ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim Ana, dá vontade de tricotar com estes tons, para já estou em modo pausa rsrsrsrsrs, foram dias intensos com muito trabalho de volta do fogão, deu imenso trabalho, mas foi uma experiência muito gira valeu a dedicação, porque os resultados superaram as minhas expectativas.

      Eliminar
  5. Que cores lindas!!! Parabéns Fátima, pelo excelente resultado!

    ResponderEliminar
  6. Que cores lindas, dá vontade de fazer também... Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que sirva de inspiração, se fizer, partilhe vou ter gosto em ver os seus tons!
      Beijinhos

      Eliminar
  7. Já o disse e volto a dizer, estou apaixonada por esses tons. Nem saberia qual escolher. Parabéns :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Goreti está como eu, gosto de todos! Tentei fazer uma selecção de tons diferentes, alguns são em degrade como é o caso dos azuis, dos rosas (que adoro) e dos amarelos e bege. Alguns tons são mais difíceis de conseguir, teria que fazer mais experiências rsrsrsrsr por agora fiquei feliz com o resultado, talvez mais tarde volte a tingir fio para usar outros ingredientes e conseguir outros tons. Obrigada e bjinhos

      Eliminar
  8. Que tons lindos! Estou encantada, derretida com esta maravilhosa e deliciosa experiência. Confesso, até com uma certa inveja (mas da boa, é claro). Apetece começar já a tricotar maravilhas! Imagino o que daí vai sair... :)
    Muitos parabéns, Fátima, bem podes orgulhar-te. Estou muito feliz por ti!
    E, ah, adorei as fotos, como sempre. Beijinho carinhoso, bem hajas pela belíssima e enriquecedora partilha!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lete, fiquei derretida com o teu comentário, és uma querida! Sempre atenta e com sensibilidade para apreciar os trabalhos que vou partilhando!
      Este foi daqueles trabalhos que há muito sonhava fazer, depois de encontrar o fio a um preço razoável, foi um passo. Ainda comprei alguns corantes artificiais, abri um frasco de cor azul e tingi uma pontinha de fio para ver o efeito, não usei luvas, achei que ia causar um caos aqui em casa com tinta por todo o lado rsrsrsrsr se morasse numa casa no campo seria mais fácil, agora num apartamento... Experimentei com plantas, comecei a adorar os resultados e decidi que ia continuar com o tingimento natural. Foi tão giro que vários dias sonhei com os tons e com as meadas rsrsrsrs Queria deixar algumas meadas para mais tarde mas não descansei enquanto não tingi o fio todo.
      Obrigada e beijinhos

      Eliminar
    2. Ah, então não sou a única a sonhar com carinhos, rs! Quando ando muito motivada ou entusiasmada com algo novo (seja de que arte for), tenho insónias, vê só... mas também sonho, vá lá. :)
      Tens razão, morar num apartamento (como eu) condiciona um pouco as experiências que podemos fazer. Mas admiro a tua habilidade/sensibilidade e o teu bom gosto na escolha de ingredientes naturais para obteres esses tons (cada um mais lindo do que o outro, reconheço). Já estou cheia de curiosidade para ver o que as tuas agulhas vão tricotar ou crochetar... :)

      Eliminar
  9. Olá, que beleza de cores, apetece mesmo começar a tricotar, com feijão, nunca tal ideia me passaria pela cabeça, tanta criatividade, e tanto carinho com as lãs, fantástico. Muitos parabéns. Bjos doces

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Lurdes, obrigada! Foi uma experiência muito gira, fiquei com vontade de repetir com outros tons, ainda ponderei tingir com morangos, dava um rosa bonito mas achei melhor come-los, adoro morangos. Bjs

      Eliminar
  10. Que espetáculo Fátima :)
    Adoro as cores :)
    Belo trabalho :) Parabéns :)
    Realmente tens aqui um tesouro :) Lindo, lindo :)

    ResponderEliminar
  11. Como disse alguém estou cheia de inveja BOA e "babo" a olhar para as cores maravilhosas dos fios tingidos.
    Já tingi renda com chá preto mas lã não sei como se faz.
    Por favor Fátima como utilizou o Feijão preto?
    Desculpe a ignorância mas põe os produtos a ferver e só então coloca as lãs dentro certo?
    Se me puder ajudar nisso fico muito grata.
    Bem haja
    marinela Alves

    ResponderEliminar